Talibã diz que afegãos poderão viajar livremente no futuro

Mensagem sublinhou os esforços do Talibã para tranquilizar os afegãos e a comunidade internacional de que eles não planejam um retorno ao seu regime severo anterior

Afegãos tentam deixar o país após o Talibã assumir o comando
Afegãos tentam deixar o país após o Talibã assumir o comando REUTERS

Reuters

Ouvir notícia

Afegãos com documentos válidos poderão viajar no futuro a qualquer momento, disse um alto funcionário do Talibã, nesta sexta-feira (27), em um discurso transmitido pela televisão. O objetivo da mensagem era acalmar os temores de que o movimento planejava duras restrições à liberdade.

“As fronteiras afegãs serão abertas e as pessoas poderão viajar a qualquer momento para dentro e para fora do Afeganistão”, disse Sher Mohammad Abbas Stanikzai, vice-chefe da comissão política do movimento.

A mensagem veio enquanto milhares de pessoas lutavam para embarcar nos últimos voos que saíam do aeroporto de Cabul antes do fim do prazo para a operação de evacuação ocidental. O Talibã anunciou, na semana passada, que as evacuações devem ser feitas até o próximo dia 31.

Convocando os afegãos a se unirem para reconstruir seu país, Stanikzai disse que pessoas treinadas e educadas deveriam voltar ao trabalho.

“O terreno está preparado para os médicos, engenheiros e professores de que o Afeganistão necessita e para pessoas de todas as profissões, sejam civis ou militares. Todos estão convidados a iniciar o seu trabalho”, afirmou.

 

Esforços para tranquilizar afegãos e comunidade internacional

A mensagem sublinhou os esforços do Talibã para tranquilizar os afegãos e a comunidade internacional de que eles não planejam um retorno ao seu regime severo anterior.

As cenas desesperadoras fora do aeroporto de Cabul, onde um homem-bomba matou pelo menos 92 pessoas na quinta-feira (26), forneceram uma imagem dramática dos temores que muitos afegãos sentem com a perspectiva de viver sob o domínio do Talibã.

Com a moeda afegã caindo drasticamente, muitos bancos ainda fechando e os preços dos alimentos subindo rapidamente, a vida diária se tornou muito mais difícil para muitos afegãos desde o colapso dramático do governo apoiado pelo Ocidente neste mês.

Stanikzai reiterou que o Talibã recebe a ajuda de países que desejam desempenhar um papel positivo no Afeganistão, embora ele tenha dito que não aceitariam interferências em seus assuntos internos.

Mais Recentes da CNN