Fortes chuvas deixam 16 mortos no estado do Rio de Janeiro

Cidades de Paraty, Mesquita e Angra dos Reis registraram óbitos devido aos temporais

Lucas RochaCarolina FigueiredoCamille Coutoda CNN

em São Paulo e no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Fortes chuvas trazidas por uma frente fria atingiram cidades do estado do Rio de Janeiro na noite de sexta-feira (1º) e madrugada deste sábado (2). Ao menos 16 pessoas morreram devido aos impactos dos temporais até o momento.

A Defesa Civil Estadual e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) informaram que atuam de forma conjunta para prevenir e minimizar danos causados pelas chuvas.

Sete pessoas de uma mesma família morreram em Paraty

Na cidade de Paraty, na região da Costa Verde, um deslizamento de terra provocou a morte de sete pessoas de uma mesma família.

Entre os mortos estão Lucimar, que não teve a idade divulgada, e seis de seus filhos: João, de 2 anos, Estevão, de 5 anos, Yasmim, de 8 anos, Jasmin, de 10 anos, Luciano, de 15 anos e Lucimara, de 17 anos. Um sétimo filho foi resgatado com vida e, depois de receber atendimento no Hospital Municipal, foi encaminhado para o hospital de Praia Brava.

Segundo a prefeitura, sete casas foram atingidas na comunidade costeira da Ponta Negra deixando ainda quatro pessoas feridas sem gravidade. As equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil estão no local apoiando as ações de resgate neste sábado.

Deslizamento provoca mortes em Angra dos Reis

Um deslizamento na cidade de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, resultou na morte de oito pessoas, incluindo uma menina de 4 anos e outra criança de 10 anos. Outras três pessoas, de acordo com os relatos de parentes, estão desaparecidas.

O Corpo de Bombeiros informou ainda que o desabamento ocorreu por volta das 3h50 na Rua Francisco Cesário Alvim, no bairro de Monsuaba que atingiu quatro casas.

Segundo a prefeitura, os trabalhos de buscas continuam. Durante a madrugada deste domingo (3), um novo deslizamento foi registrado pela Defesa Civil, na mesma rua da Monsuaba, sem mais vítimas.

Mesquita registra uma morte

A cidade de Mesquita, na Baixada Fluminense, também sofre com os impactos das fortes chuvas. Segundo a prefeitura, uma morte foi registrada até o momento. De acordo com a Defesa Civil do estado, o homem de 38 anos morreu eletrocutado.

A Defesa Civil de Mesquita e a equipe da Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos atuam para minimizar as consequências do temporal que atingiu a cidade na noite desta sexta-feira (1º) e madrugada de sábado. A força-tarefa realiza a vistoria de residências e a desobstrução e limpeza das vias afetadas.

Foram registrados deslizamentos e alagamentos na cidade. O Rio Dona Eugênia, na Coreia, e o Rio da Prata, na Jacutinga, transbordaram com o alto volume de chuva. Até as 3h desta madrugada, foram registrados mais de 266 mm de chuva na cidade, desde o início do temporal.

(Com informações de João Pedro Malar, Helena Vieira e Beatriz Puente da CNN)

Mais Recentes da CNN