Greenpeace lança ‘nota’ de R$ 2,3 milhões em protesto a incêndio no Pantanal

Valor faz referência ao número de hectares destruídos com queimada sem precedentes

Anna Satie, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A organização Greenpeace lançou neste domingo (20) uma nota de R$ 2,3 milhões. O valor faz referência à quantidade de hectares queimados no Pantanal

“Um bioma em extinção. Esta é a imagem de nota de R$ 2,3 milhões que o Greenpeace lança hoje para mostrar o real valor do descaso com o meio ambiente”, diz o protesto. 

A imagem foi criada pela Agência GUT.

Nota do Greenpeace remete ao número de hectares do Pantanal destruídos pelo fogo
Nota do Greenpeace remete ao número de hectares do Pantanal destruídos pelo fogo
Foto: Agência GUT/Greenpeace

Leia também:

Há 4 fazendas investigadas pelos incêndios no Pantanal, diz delegado da PF

Queimadas no Pantanal: 5 respostas para as perguntas mais comuns

A quantidade de focos de incêndio no bioma em 2020 é a maior desde que a taxa começou a ser monitorada, em 1998. De acordo com o registro do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), 18,6% do território já queimou. A área incendiada é equivalente à 3 milhões estádios do Maracanã, por exemplo. 

Em entrevista à CNN na última semana, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), atribuiu o aumento nos focos de incêndio à estiagem prolongada. 

No entanto, especialistas acreditam que o fogo tenha origem humana, uma vez que não há tempestades que causem descargas elétricas ou raios que possam desencadear os incêndios na vegetação seca. 

Mais Recentes da CNN