Pelo menos dez cidades do Rio de Janeiro terão queima de fogos no Réveillon

A chegada de 2022 contará com espetáculos pirotécnicos na capital, Niterói e em mais oito cidades litorâneas; duas delas organizam shows

Embarcações em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro: local celebrará 43ª edição da Procissão Marítima
Embarcações em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro: local celebrará 43ª edição da Procissão Marítima Divulgação/Prefeitura de Angra dos Reis

Beatriz PuenteStéfano Sallesda CNN*

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Além do espetáculo pirotécnico na cidade do Rio de Janeiro, a chegada de 2022 terá queima de fogos na vizinha Niterói e em mais oito cidades litorâneas e turísticas do Estado.

De acordo com levantamento feito pela CNN, pelo menos dez municípios fluminenses receberão o Ano Novo com pirotecnia. As prefeituras das cidades de Angra dos Reis e Paraty, na Costa Verde, estão preparando também shows com bandas e cantores.

Angra, aliás, prepara uma programação que vai além do Réveillon. No dia 31, haverá queima de fogos em 11 pontos e shows na Praia do Anil, com expectativa de reunir até 10 mil pessoas. As apresentações musicais se estendem no primeiro dia do ano, com a 43ª edição da Procissão Marítima.

No evento, dezenas de embarcações que se concentram na Praia das Flechas, na Ilha da Gipoia. Na Ilha Grande, a programação de shows vai do dia 31 até o dia 2, com a participação de artistas como Gabriel O Pensador.

A Prefeitura de Angra não está exigindo o comprovante de vacinação para acesso ao município, embora oriente que todas as pessoas estejam imunizadas e mantendo os cuidados necessários contra a covid-19. Se houver qualquer novidade em relação a este assunto, comunicaremos.

A festa de Réveillon em Angra vai emendar com as comemorações de 520 anos da cidade litorânea. Do dia 6 ao dia 8 de janeiro, receberá artistas como Mariara e Maraísa, Zé Felipe e Jota Quest para shows abertos ao público. A prefeitura ainda avalia se exigirá passaporte de imunização para os turistas.

Em outra cidade da Costa Verde Fluminense, Paraty, a estratégia é descentralizar os shows. As atrações musicais serão distribuídas em seis pontos do município, que também terá queima de fogos. A cidade exige a apresentação do comprovante de vacinação para quem visitar a cidade ou exame laboratorial constatando negativo para Covid-19. Em Paraty, no dia 23, foram organizados shows na praça principal.

Na capital do Rio de Janeiro, os preparativos já começaram e 25 torres de som estão sendo montadas na praia de Copacabana, um dos dez pontos de queima de fogos na cidade.

Não haverá palco, no entanto, o DJ MAM, à distância, comandará a música para quem estiver presente. Além das torres de som, acontece a montagem de postos médicos e banheiros químicos, bem como a instalação de sonorização e iluminação especial. Com o objetivo de evitar aglomerações, o acesso à praia de Copacabana será restrito, como bloqueio de carros e transporte público.

*com a colaboração de Adriana Freitas, da CNN

Mais Recentes da CNN