Polícia Civil de MG ouve testemunhas do acidente de Marília Mendonça

Advogado da família da cantora depôs à polícia mineira neste sábado (6)

Caroline Louiseda CNN

Em Belo Horizonte

Ouvir notícia

A Polícia Civil de Minas Gerais também investiga as causas do acidente de avião que matou a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas na última sexta-feira (5) em Piedade de Caratinga, no interior do estado.

Neste sábado (6), a polícia ouviu o advogado da família de Marília Mendonça para colher informações sobre a aeronave que conduzia a cantora e sua equipe. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) já havia emitido nota informando que o bimotor estava regularizado e tinha autorização para operar como táxi aéreo.

O trabalho de perícia na aeronave foi feito junto ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que continua colhendo provas no local do acidente.

A Polícia Civil de Minas Gerais aguarda agora dados da necropsia feita pelo IML (Instituto Médico Legal) de Belo Horizonte para saber se existem outras causas para a morte dos cinco passageiros que não o trauma da queda do avião.

O prazo para que os resultados fiquem prontos é de 15 dias, mas o relatório final só deve ser entregue em 30 dias.

O acidente

A aeronave caiu em um curso d’água próximo de um acesso da rodovia BR-474. A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que o avião bateu em cabos de energia de uma torre de distribuição da companhia em Caratinga.

Neste sábado, a Cemig informou que a torre atingida pela aeronave está fora da zona de proteção do Aeródromo de Caratinga.

Conforme informou a analista da CNN Basília Rodrigues, o sistema usado pelo piloto não mostrava a rede de fios. No entanto, não está descartado que o piloto, experiente na profissão, pudesse ter conhecimento por outra fonte da existência dos fios, o que somente a investigação da FAB irá constatar.

Em nota, a empresa PEC Táxi Aéreo, dona da aeronave, informou que o avião era homologado na Agência Nacional de Aviação (Anac) para transporte aéreo de passageiros e “estava plenamente aeronavegável”.

“A tripulação engajada na operação tinha grande experiência de voo e também estava devidamente habilidade pela Anac, com todos os treinamentos atualizados. As condições meteorológicas eram favoráveis”, diz a nota.

“As causas do evento ainda são incertas e serão devidamente apuradas pelas autoridades aeronáuticas. A PEC se coloca à disposição das autoridades e prestará os devidos auxílios aos familiares das vítimas.”

Vítimas são sepultadas

cantora Marília Mendonça, de 26 anos, e seu tio, Abicieli, foram sepultados na tarde deste sábado em Goiânia. Já o corpo do produtor Henrique Ribeiro foi levado para Salvador, na Bahia, onde foi velado e enterrado. O piloto e copiloto também foram velados em cerimônias particulares restritas aos familiares.

O velório da cantora foi aberto ao público e diversos artistas, amigos, fãs e familiares acompanharam a cerimônia durante a tarde de ontem no ginásio Goiânia Arena.

Relembre os famosos que morreram em 2021:

 

(*Com informações de Adriana De Luca, Anna Gabriela Costa, Caroline Rosito e Murillo Ferrari, da CNN)

Mais Recentes da CNN