Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia ouve farmacêutica que vendeu curso online de peeling de fenol a influencer

    Daniela Stuart afirma que que Natália Becker não cumpriu o seu protocolo de fenol; Polícil Civíl aguarda exames patológicos e toxicológicos para confirmar a causa da morte de Henrique Chagas, de 27 anos

    Guilherme Gamada CNN São Paulo

    Nesta quarta-feira (12), a Polícia Civil do Paraná ouve Daniele Stuart, farmacêutica responsável pelo curso online de aplicação de peeling de fenol feito por Natalia Fabiana de Freitas Antonio, indiciada por homicídio com dolo eventual pela Polícia Civil de São Paulo pela morte de Henrique Chagas após procedimento estético.

    Nas redes sociais, Daniele, que se apresenta como farmacêutica e bioquímia, com pós-graduação em estética, se pronunciou sobre o caso: “Natália não cumpriu o meu protocolo de fenol”, afirma para os mais de 20 mil seguidores no Instagram.

    A farmacêutica compara imagens do procedimento feito em Henrique com as instruções que estariam nas suas aulas e alega que não orienta a preparação da pele com lesão e esfoliação, por aumentar a absorção do ácido, que é cardiotóxico.

    “Ato inconsequente de Natália Becker a qual não tinha formação alguma, sinto muito”, lamenta em publicação.

    A defesa de Daniele, Jeffrey Chiquini, afirma que o curso online oferecido por ela é exclusivamente conceitual e não é profissionalizante, e cita a legislação das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).

    O artigo 42 afirma que “a formação inicial e continuada ou qualificação profissional podem ser ofertados como cursos de livre oferta, abertos à comunidade, com suas matrículas condicionadas à capacidade de aproveitamento da formação, e não necessariamente ao nível de escolaridade”.

    À CNN, a defesa de Daniele afirma que a causa da morte da vítima é culpa exclusiva da irresponsabilidade da autora da conduta, que “além de não habilitada para atuar cometeu erros graves na realização do procedimento”, afirma.

    No site da sua clínica, Daniele Stuart afirma ter um currículo “extenso em cursos especializastes em Harmonização Facial” e diz ser professora no Instituto Joana Borghetti, em Foz do Iguaçú (PR), além de ministrar aulas para mais de 3 mil alunos.

    A Polícia Civil de São Paulo informa que aguarda a defesa de Natália enviar a nota fiscal desses produtos usados na clínica para saber quando e onde os produtos à base de fenol usados no procedimento estético foram comprados. Os exames patológicos e toxicológicos colhidos pelos peritos ainda estão em análise.

    As imagens do circuito interno da clínica de estética de Natália Becker, na zona leste de São Paulo, mostram o que ocorreu no dia 3 de deste mês, quando o empresário Henrique Chagas, de 27 anos, morreu após realizar o ‘peeling de fenol’. A CNN teve acesso às imagens que mostram detalhes do momento em que o homem passa mal. Atenção: as imagens são fortes.