Bolsonaro inaugura obra para duplicação de rodovia no Paraná

BR-469, em Foz do Iguaçu, conhecida como Rodovia das Cataratas, dá acesso ao aeroporto da cidade

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
27 de agosto de 2020 às 11:22

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou, nesta quinta-feira (27), da cerimônia de lançamento da pedra fundamental para a duplicação da BR-469 (Rodovia das Cataratas), em Foz do Iguaçu, que dá acesso ao aeroporto da cidade.

A duplicação da BR-469 tem 70% do financiamento feito pela administração da Usina Hidrelétrica de Itaipu. Os 30% restantes são de responsabilidade do governo do Paraná. O presidente afirmou que essa obra, junto com outras iniciativas em parceria com o governo estadual, ajudará a recuperar o turismo na região.

“As obras daqui vão potencializar o turismo para essa área, coisa que o Gilson [Machado Neto, presidente] da Embratur, está vibrando, bem como o Marcelo Álvaro Antônio, nosso quase ex-ministro do Turismo... porque o turismo quase foi a pique com a pandemia”, disse o presidente.

Bolsonaro afirmou, no entanto, que o setor já está se recuperando e “vai obviamente chegar os mesmos níveis que se encontrava ao início do corrente ano”.

Assista e leia também:
Bolsonaro enquadra Guedes à sua agenda política
'Acho que não tem desgaste', diz Mourão sobre Guedes e Bolsonaro
Em evento sobre pandemia, Bolsonaro defende cloroquina e critica jornalistas

O presidente também visita nesta quinta as obras do Aeroporto de Foz do Iguaçu e a sede de Itaipu, classificada por ele como um orgulho nacional.

“A Itaipu Binacional é um orgulho para todos nós, não só por produzir, por ser a hidrelétrica que mais produz energia limpa em todo o mundo, mas também pela forma que ele [general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro da usina] vem administrando a mesma”, disse.

Apesar de não ter horário definido, o presidente deve sobrevoar e visitar as obras da nova ponte de integração Brasil-Paraguai, iniciada em maio de 2019, antes de retornar a Brasília.

Além dos ministros Bento Albuquerque (Minas e Energia), Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), também participaram da cerimônia o governador do estado, Ratinho Júnior (PSD), e o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Promessas ao estado

O presidente Jair Bolsonaro discursa em lançamento de obra no Paraná
Foto: TV Brasil/Reprodução/CNN (27.ago.2020)

Em discurso antes do presidente, o ministro da Infraestrutura prometeu uma ampla parceria do governo federal para o desenvolvimento do Paraná.

“A gente lança hoje a pedra fundamental para a tão sonhada duplicação da Rodovia das Cataratas. E temos a ponte da integração, a segunda ponte, andando, que já está com 30% executada, tudo isso feito com criatividade, com coragem, marca do governo Bolsonaro”, disse Freitas.

“Finalmente estamos utilizando recursos de Itaipu em ações que são extremamente estruturantes. Estamos falando de legado, e o governo Bolsonaro vai deixar um legado para o Paraná.”

Ele prometeu que nos próximos anos serão duplicados 2,4 mil quilômetros de rodovias no estado, depois de serem privatizadas, e que essas vias terão pedágios reduzidos em comparação com os valores atuais.

Freitas falou ainda da ampliação de ferrovia até Maracaju, no Mato Grosso do Sul, para que os produtos deste estado tenham conexão direta com o porto de Paranaguá, no Paraná.

Assista e leia também:

Paraná e Rússia firmam parceria para vacina contra Covid-19

Lava Jato pede à PGR que prorrogue força-tarefa no Paraná por mais um ano

Representantes de vacina russa discutem com Anvisa autorização de estudos

Parceria com Brasília

O governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), se disse grato pelos investimentos do governo federal no estado e elogiou a atual gestão da Usina de Itaipu.

“Tudo isso, presidente, com uma gestão de Itaipu que vem fazendo um trabalho sério, trazendo economia para o estado, para o governo federal, e dando a oportunidade de repensarmos a infraestrutura do Brasil e do nosso estado”, disse.