PT lança Benedita candidata à Prefeitura do Rio em convenção online


Stéfano Salles, da CNN, no Rio de Janeiro
16 de setembro de 2020 às 12:56
Benedita da Silva será candidata à Prefeitura do Rio de Janeiro pelo PT

Benedita da Silva será candidata à Prefeitura do Rio de Janeiro pelo PT

Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

No último dia de convenções permitido pelo calendário eleitoral, o PT confirmou, em evento online, o lançamento da candidatura da ex-governadora Benedita da Silva à Prefeitura do Rio de Janeiro. Aos 78 anos, ela é deputada federal e contará com o apoio do PCdoB, que desistiu na quarta-feira da pré-candidatura da deputada estadual Enfermeira Rejane para apoiar a candidatura petista. Foram lançados ainda 52 candidatos a vereador.

Benedita foi também senadora, ministra da Secretaria Especial de Trabalho e Assistência Social, durante o governo Lula, além de vereadora pelo Rio de Janeiro e Secretária Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, durante o governo Sérgio Cabral. Essa será a segunda vez que ela concorrerá à prefeitura do Rio. A primeira foi em 1992, quando terminou na liderança do primeiro turno, mas perdeu no segundo para César Maia.

Leia também:

MDB lança vereador Paulo Messina candidato à prefeitura do Rio

Pros lança deputada Clarissa Garotinho como candidata a prefeita do Rio

Republicanos confirma candidatura de Crivella à reeleição no Rio

Delegada e deputada, Martha Rocha é oficializada como candidata do PDT no Rio

Durante a convenção, os discursos enalteceram os feitos do governo Lula, e a trajetória pessoal de Benedita, de ex-empregada doméstica e assistente social até a ascensão política, e apresentaram a candidatura como uma estratégia de enfrentamento às políticas de direita, apresentada nos âmbitos federal, estadual e municipal.

"Eu, com 78 anos não esperava mais ser candidata, esperava ter mais um ou dois mandatos parlamentares, porque nossa juventude precisa tomar as rédeas desse partido. Mas eu represento a mulher pobre, a mulher negra, e toda essa gente que sofre tanto nessa pandemia", afirmou a candidata.

A ex-governadora ainda dirigiu uma mensagem à deputada estadual Enfermeira Rejane, depois que seu partido, o PCdoB, ter decidido apoiá-la, o que fez com que a enfermeira retirasse sua pré-candidatura. "Você está contribuindo para que um projeto político de esquerda possa fazer valer no Rio de Janeiro.  Eu já fui chamada várias vezes pelo meu partido, atendo mas uma vez a um chamado do meu partido. Eu já estive do seu lado e sei o que é isso, eu sou uma militante igual a você. Você recuou em um momento estratégico para o PCdoB. Meu abraço para você", concluiu.

A chapa ainda não em um vice-prefeito definido. O nome será indicado pelo PCdoB, que fará sua convenção ainda nesta quarta-feira, às 16h.