Governo normaliza participação de policiais de folga em manifestações

Possível participação de policiais nos protestos é vista pelo Planalto como demonstração de apoio ao presidente Jair Bolsonaro

Esplanada dos Ministérios, em Brasília
Esplanada dos Ministérios, em Brasília Marcello Casal Jr

Basília Rodriguesda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

Apesar da preocupação de governadores, ministros do governo defendem a participação de policiais nas manifestações do dia 7 de setembro, caso estejam de folga.

A possível participação de policiais nos protestos é vista pelo Planalto como demonstração de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, ao mesmo tempo que de descontentamento com salários e garantias trabalhistas de responsabilidade dos governos locais. A CNN conversou neste fim de semana com integrantes do governo que têm municiado o presidente Jair Bolsonaro de informações sobre os protestos.

O diagnóstico é de que haverá uma movimentação grande de pessoas e, pelo menos em Brasília, não há perspectiva de desordem. Os ministros do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, e o da Justiça, Anderson Torres, têm conversado sobre o assunto. Torres, até 2020, foi secretário de segurança pública do Distrito Federal.

Ao contrário de Brasília, há avaliação de que em outras unidades da federação, como em São Paulo, alas mais radicais tanto da esquerda quanto da direita possam agir.

Mais Recentes da CNN