Molica: Alckmin representa esforço de Lula para conquistar eleitores de direita

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (27), o comentarista Fernando Molica analisa as falas do ex-presidente Lula sobre possível aliança com ex-governador de São Paulo

Murillo Ferrarida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (27), o comentarista Fernando Molica analisou a declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que uma eventual parceria dele com Geraldo Alckmin para as eleições presidenciais de 2022 poderia “ser boa para o povo brasileiro”.

Na quarta-feira (26), em entrevista à rádio CBN Vale, de São José dos Campos (SP), Lula disse ter “confiança” no ex-governador de São Paulo para o cargo de vice. “Fui presidente por oito anos, tive relações com Alckmin e sempre foram relações de respeito, institucionais”, afirmou o ex-presidente.

“É uma articulação política. O Lula faz o esforço de tentar ganhar a eleição de 2022 no 1.º turno e ele tem um eleitorado garantido à esquerda – os de centro-esquerda também estão com ele”, disse Molica.

“A questão é ele avançar em relação aos eleitores de direita e centro-direita. E o Alckmin representa esse esforço”, completou.

Molica destacou ainda que esse movimento de Lula não é uma novidade das campanhas do PT à Presidência da República.

“O José Alencar, o primeiro vice do Lula, também era [uma sinalização] nessa direção. Era um empresário, um grande empresário, numa tentativa de conciliação e de dizer que o Lula, caso fosse eleito, não seria um presidente radical – como não foi.”

Entrevista de Ciro à CNN

Em entrevista à CNN na quarta-feira (26), o pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou que é necessário mudar a maneira como se governa o Brasil com o núcleo político conhecido como Centrão.

“E a necessidade que o Brasil tem de mudar o modelo econômico que se trata de emprego, salário, juros do crediário, preço de petróleo, de combustível, do gás de cozinha. E o modelo de governança política, em que muda tudo para esse tal Centrão nunca sair do poder. Estavam com Fernando Henrique, com Collor, com Lula e agora estão fazendo a desgraça do Brasil de novo com o Bolsonaro. É preciso mudar isso”, disse Ciro.

O Liberdade de Opinião teve a participação de Fernando Molica e Boris Casoy. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN