Planalto tenta reconciliação com Alcolumbre na reta final para sabatina

Movimentação decorre do fato de o resultado da disputa ser hoje imprevisível

Caio Junqueira

Ouvir notícia

O Palácio do Planalto ensaia uma reaproximação com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), após a sinalização dada por ele de que pretende finalmente agendar a sabatina de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Interlocutores do presidente Jair Bolsonaro têm buscado Alcolumbre em uma tentativa de reconciliação antes da sabatina pois receberam a informação de que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado intensificou sua campanha contra Mendonça.

A movimentação decorre do fato de o resultado da disputa ser hoje imprevisível. É o que dizem senadores e ministros com que a CNN conversou. A única certeza é a de que o placar será apertado. São necessários 41 dos 81 votos do Senado para que seu nome seja aprovado.

Alcolumbre rejeita por ora o diálogo com o Planalto, pois atribui ao governo o vazamento de informações contrárias a ele, como a acusação de que havia um esquema de rachadinha no seu gabinete no Senado. Também atribui ao governo ataques contra ele nas redes sociais. O governo nega e continuará tentando atrair Alcolumbre.

Mais Recentes da CNN