Podemos marca filiação de Deltan Dallagnol para sexta-feira (10)

Cerimônia vai contar com presença de Sergio Moro, recém-filiado ao partido e pré-candidato à Presidência da República pela sigla

João de Marida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O Podemos anunciou nesta segunda-feira (6) a filiação do ex-procurador e ex-chefe da Lava Jato Deltan Dallagnol. A cerimônia está marcada para acontecer na manhã de sexta-feira (10), em Curitiba, Paraná. O evento vai contar com a presença o ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro, que se filiou ao mesmo partido no mês passado.

Segundo o analista de política da CNN Iuri Pitta, o ex-procurador deve se candidatar a deputado federal pelo estado do Paraná nas eleições de 2022.

Já o também ex-ministro do governo Jair Bolsonaro (PL), é a aposta da sigla à Presidência da República no próximo pleito.

No dia 30 de novembro, Dallagnol afirmou à CNN que ainda não havia decidido se disputaria cargos políticos nas eleições em 2022 e que ainda “estava refletindo sobre o futuro”.

“Estou em uma fase de reflexão sobre qual vai ser o melhor caminho para eu seguir, e tem a ver com minha saída do Ministério Público Federal (MPF). Sempre houve convites para que eu me candidatasse, nas últimas eleições dos últimos anos, e a resposta que eu sempre dei foi que tenho uma contribuição para com a Lava Jato”, afirmou o ex-procurador à época.

Saída do MPF

O chefe da força-tarefa operação Lava Jato pediu exoneração do cargo no órgão no início de novembro, estudando uma possível migração para a política.

Segundo Dallagnol, uma suposta “reação contra o combate à corrupção” fez com que o “sistema começasse a desmontar os resultados”, o que teria o motivado a deixar o cargo no MPF.

“Sob ponto de vista egoísta não faz sentido, porque estou saindo de um cargo estável e com uma série de benefícios para uma situação arriscada, onde vou sofrer uma série de críticas no mundo político”, afirmou em entrevista à CNN.

Mais Recentes da CNN