Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após Índia, governo agora tenta acelerar importação de insumos com a China

    Há uma expectativa de que esses insumos desembarquem em solo brasileiro na semana que vem, mas isso ainda não é certo

    Caio Junqueirada CNN



     

    O governo considera praticamente resolvido o episódio da importação das 2 milhões de doses da vacina da Astrazeneca da Índia, e prevê a chegada delas até o dia 20 de janeiro. Agora, a negociação aberta é para que a China acelere a remessa dos insumos da Astrazeneca que vão viabilizar a produção pela Fiocruz de 100 milhões de doses.

    Segundo autoridades, a questão com a Índia era apenas a “ponta do iceberg”. O foco agora é a China. Há uma expectativa de que esses insumos desembarquem em solo brasileiro na semana que vem, mas isso ainda não é certo. 

    Leia também:

    Anvisa deve acelerar prazo de análise da AstraZeneca

    Presidente da AstraZeneca prevê iniciar vacinação no Brasil em fevereiro

    ‘Prazo pode ser menor’, diz gerente da Anvisa sobre análise de vacinas

    Se chegar na semana que vem, as primeiras vacinas estarão prontas no início de fevereiro.

    São essas duas equações que dependem de variáveis externas que têm impedido o governo brasileiro de colocar uma data para o início da vacinação no Brasil com a vacina Astrazeneca, tendo em vista que a negociação com a Pfizer está completamente parada. 

    Destaques do CNN Brasil Business:

    Salários de até R$ 45 mil: Conheça as profissões mais promissoras para 2021

    Preço da comida não deve subir tanto em 2021 — mas vai continuar alto

    Onde está Jack Ma? Magnata fica em silêncio enquanto a China endurece regras

    Atum é vendido por R$ 1,06 milhão em leilão de Ano-Novo em mercado de Tóquio

    Haveria ainda uma terceira alternativa, que é a Coronavac, cujo registro emergencial deverá ser protocolado na Anvisa nesta quinta-feira (7).