Covid: país tem médias móveis de mortes e de casos mais baixas desde meados de 2020

As médias móveis de óbitos e de infecções estão em queda e ficaram em 321 e 10.964, respectivamente, nesta sexta-feira (15)

Vacinação contra a Covid-19 em Jundiaí (SP)
Vacinação contra a Covid-19 em Jundiaí (SP) Prefeitura de Jundiaí

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil registrou 570 mortes e 15.239 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. As médias móveis de óbitos e de infecções estão em queda e ficaram em 321 e 10.964, respectivamente, nesta sexta-feira (15). Os índices ficaram abaixo dos registros desta sexta-feira pela última vez no dia 27 de abril de 2020, para a média móvel de mortes, que ficou em 281, e no dia 15 de maio de 2020, para a média móvel de contaminações, que ficou em 10.414 na ocasião.

Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com a atualização, o país tem um total de 602.669 mortes e 21.627.476 casos confirmados da doença desde o início da pandemia, em março de 2020.

Redução no intervalo da AstraZeneca

O Ministério da Saúde anunciou, nesta sexta-feira (15), que o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca será reduzido de 12 para 8 semanas no Brasil. Leia mais.

Subnotificação de mortes

Levantamento da organização global de saúde Vital Strategies aponta que há subnotificação em 24,6% das mortes no Brasil por Covid-19, entre 19 de abril de 2020 e 27 de setembro de 2021. De acordo com os pesquisadores, contabilizando esses óbitos, o país estaria na marca de 712.858 vítimas pela doença. Leia mais.

Estados não registram óbitos por Covid-19

Levantamento feito pela Agência CNN mostra que cinco estados brasileiros passaram um dia inteiro sem registrar mortes pela Covid-19 entre quarta-feira (13) e quinta-feira (14). Acre, Amapá, Amazonas, Roraima e Sergipe não registram mortes em 24 horas, sendo que o Amapá, inclusive, não tem registro de óbito pela doença há uma semana. Leia mais.

Antiviral contra a Covid-19

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estuda firmar parceria, por meio de cooperação técnica, com a farmacêutica americana MSD (Merck Sharp & Dohme) para produção do medicamento Molnupiravir contra a Covid-19. Leia mais.

Cobertura vacinal

Para alcançar o patamar ideal de cobertura vacinal, em torno de 80%, como orienta a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a cidade do Rio de Janeiro ainda precisa que cerca de 1,3 milhão de pessoas se vacinem. Leia mais.

Reforço da Janssen

Os consultores de vacinas da Food and Drug Administration (FDA), órgão semelhante à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), dos Estados Unidos, votaram unanimemente nesta sexta-feira para recomendar uma dose de reforço da vacina da Janssen pelo menos dois meses após a aplicação da primeira dose. Leia mais.

Passaporte da vacina

Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira (15) a reabertura do país para turistas vacinados contra a Covid-19 em 8 de novembro. A abertura vale para viagens aéreas e terrestres ao país e foi confirmada pelo assessor da Casa Branca, Kevin Munoz. Leia mais.

Um mandado para todos os trabalhadores da Itália apresentarem um passe de vacina emitido pelo governo entrou em vigor nesta sexta-feira e provocou protestos em portos importantes e temor de rupturas. Leia mais.

Mais Recentes da CNN