Realização de exames de Covid-19 na rede privada aumenta 98% no início do ano

Taxa de positividade também aumentou; procura por testes de Influenza cresceu até 1000% no Brasil, segundo dados da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica

Realização de testes de Covid-19
Realização de testes de Covid-19 Estadão Conteúdo

Henrique AndradeJulyanne Jucáda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Com a alta de casos de Covid-19 no Brasil, aumentou também a realização de exames para detecção do novo coronavírus nos últimos dias. Entre os dias 3 e 8 de janeiro de 2022, 240 mil testes deste tipo foram feitos em laboratórios privados do país, um aumento de 98% em relação à semana do Natal (20 a 26 de dezembro de 2021).

Os dados são da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), que responde por mais de 65% de todos os exames realizados pela saúde suplementar no país.

A taxa de positividade também cresceu quando comparada ao mesmo período. O volume de exames com resultados positivos para Covid-19 saltou de uma média de 7,6% para mais de 40% no início deste ano. Segundo a Abramed, se o ritmo se manter, mais de 1,5 milhão de testes devem ser realizados, mesmo patamar de janeiro de 2021.

Os exames para detecção do vírus Influenza, outro que preocupa a população brasileira, também apresentam aumento expressivo, desde o mês passado. Alguns laboratórios associados à Abramed registraram elevação de 1000% na busca pelo teste entre a primeira e a última semana de dezembro de 2021.

A boa notícia é que a taxa de positividade deste exame está em queda: de 40% para 10%, mesmo com os altos volumes de realização.

Mais Recentes da CNN