Saiba a importância do reforço da vacina contra Covid-19

No quadro Correspondente Médico, Fernando Gomes explicou por que governo agora recomenda terceira dose do imunizante para adultos maiores de 18 anos

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta quarta-feira (17) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes falou sobre a dose de reforço de vacina contra a Covid-19. O Ministério da Saúde orienta agora que todas as pessoas com mais de 18 anos que receberam imunizantes de duas doses voltem aos postos de vacinação para a terceira aplicação.

A recomendação também vale para a vacina da Janssen, que era considerado de dose única. Todos os vacinados com esse imunizante devem tomar uma segunda dose dois meses depois da primeira. Cinco meses depois, devem retornar para tomar a terceira dose.

“O tempo está passando e os números são favoráveis, parece que estamos numa situação de mais controle do que meses atrás, e temos de atribuir isso ao processo de vacinação eficiente”, disse Fernando Gomes.

“Sabemos que os dados preliminares, com as primeiras vacinas aplicadas, eram num contexto organizado. Quando temos a aplicação no mundo real, sabemos que não há o carregamento eterno da imunização após a aplicação da vacina”, continuou. “Então, o contexto natural é se reforçar o sistema imunológico da população de uma forma organizada.”

“A linha de pensamento é: se eu estimulo o sistema imunológico com imunizantes diferentes, posso enriquecer a resposta, o próprio corpo contra o coronavírus”, falou o médico sobre a preferência da Pfizer como dose reforço.

Dose reforço contra Covid-19

Quem pode tomar

  • Adultos entre 18 e 59 anos

Intervalo

  • 5 meses após a segunda dose

Qual vacina

  • Pfizer (preferencialmente)

Mais Recentes da CNN