Trump pode enfrentar tribunal este ano em caso relacionado a abuso sexual

Escritora E. Jean Carroll move ação contra o ex-presidente americano por difamação e abuso sexual

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump
O ex-presidente dos EUA, Donald Trump Foto: Carlos Barria / Reuters

Linda So, da Reuters

Ouvir notícia

A escritora E. Jean Carroll disse, em entrevista à agência Reuters, que espera levar Donald Trump aos tribunais ainda este ano, depois de ele ter perdido a condição de presidente e estar exposto aos tribunais estaduais.

A escritora moveu ação contra o ex-presidente americano por difamação depois que ele falou que ela havia mentido ao alegar que Trump a violentou sexualmente em uma loja de departamento, em Nova York, nos anos 1990.

A advogada de Carroll também aposta que a sentença possa sair ainda este ano. “Acho que haverá uma sensação entre os juízes de que é hora de avançar nesses casos”, disse Roberta Kaplan. Ela se refere ao caso de Carrol e de Summer Zervos, que também acusa o presidente de abuso sexual.

O ex-presidente havia dito que nunca conheceu Carrol pessoalmente. Os advogados da escritora apostam, porém, no exame de DNA do vestido que Carrol usou no dia, que já foi submetido à perícia e que, apesar de não conter vestígio de sêmen, tem o DNA ainda desconhecido de um homem nas mangas e no ombro.

Ainda que seja provado que o DNA pertença a Trump, não indica estupro, mas poderia desmentir o ex-presidente sobre o fato de não ter estado com Carrol e criar novos argumentos diante do júri, é o que aposta a defesa de Carrol.

Escritora E. Jean Carroll, que acusa Trump de estupro
Escritora E. Jean Carroll, que acusa Trump de estupro
Foto: Carlo Allegri/Reuters

A escritora disse que, à época, havia compartilhado a história apenas com amigos próximos, e que ficou com receio de processar Trump por ele ser um homem poderoso. A história de Carrol veio à tona em 2019, quando ela escreveu um livro de memórias. O ex-presidente disse que a escritora, que foi colunista da revista Elle por muito tempo, estava mentindo para poder vender seu livro.

Caso Summer Zervos

Carrol se junta a outras mulheres, que acusam o presidente por conta do comportamento sexual. Um dos casos é de Summer Zervos, uma participante do programa que Trump apresentava na TV americana, O Aprendiz, que também teve versões para o Brasil.

Zervos acusa Trump de tê-la beijado contra sua vontade durante uma reunião em Nova York e, depois, de tê-la apalpado em um hotel na Califórnia. Trump chamou Summer de mentirosa, o que também rendeu a ele uma acusação por difamação, que deve ser levada ao tribunal este ano.

Trump recorreu ao Tribunal de Apelação de Nova York alegando que não pode ser processado em tribunais estaduais enquanto presidente dos Estados Unidos. No começo deste mês, porém, Zervos e seus advogados pediram ao tribunal para retomar o caso agora que Trump não é mais presidente.

Mais Recentes da CNN