Mais de 67% dos inscritos faltam à prova de reaplicação do Enem

Maior taxa de abstenção foi registrada em Minas Gerais, consequência das fortes chuvas que atingem o estado

Reaplicação do Enem é destinada a quem estava inscrito no Enem regular, mas teve a aplicação prejudicada de alguma forma e pessoas privadas de liberdade
Reaplicação do Enem é destinada a quem estava inscrito no Enem regular, mas teve a aplicação prejudicada de alguma forma e pessoas privadas de liberdade Reprodução/Agência Brasil

Vinícius Tadeuda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Dos 340.659 inscritos para o primeiro dia da prova de reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizada no último domingo (9), apenas 112.931 compareceram. O número de ausentes totalizou 227.728, o que representa 68,8% dos inscritos. Ao todo, apenas 33,2% dos estudantes que se cadastraram realizaram a prova.

Os dados de comparecimento foram divulgados nesta terça-feira (11) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O primeiro dia da prova foi destinado aos conhecimentos de linguagens, redação e ciências humanas. Já a segunda fase, com provas de matemática e ciências da natureza será realizada no próximo domingo (16).

A reaplicação é destinada a quem estava inscrito no Enem regular, mas teve a aplicação prejudicada de alguma forma. Também fazem o exame as pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

Além disso, participam da reaplicação aqueles que na época da primeira aplicação apresentaram algum quadro infeccioso, como da Covid-19, e os isentos do pagamento de taxa no Enem de 2020 que faltaram na aplicação à época. Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu que os faltantes pudessem realizar a prova de 2021 sem custos, mesmo que não houvesse justificativa.

Foi justamente entre os beneficiados pela decisão do STF que o número de abstenção foi maior. Entre aqueles que obtiveram o direito à isenção da taxa de inscrição para a prova deste ano, 72,7% não compareceram aos locais de aplicação.

Já a maior taxa de comparecimento foi registrada entre as pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade, o chamado Enem PPL. Dos 54.227 registrados nessa modalidade da prova, 34.190 a realizaram, o que representa 63% dos inscritos.

Entre os demais inscritos, a maior taxa de abstenção foi registrada em Minas Gerais, onde 76,4% dos participantes não realizaram o Enem. O estado tem sido castigado por fortes chuvas ao longo da última semana, que causaram diversas enchentes, desabamentos e, consequentemente, interdições em diversas vias e rodovias.

Mais Recentes da CNN