Motoboys e motociclistas se unem para distribuir café e comida nas ruas de Petrópolis

Movimento voluntário surgiu espontaneamente em meio à tragédia.

Grupo de motoboys ajuda vítimas da tragédia
Grupo de motoboys ajuda vítimas da tragédia Pedro Duran

Pedro Duranda CNN

Petrópolis

Ouvir notícia

“Cafezinho? Quer um salgado?”, oferece o casal de moto em meio à lama que tomou as ruas de Petrópolis. Policiais, bombeiros, voluntários, jornalistas e moradores empenhados em limpar a cidade são abordados com frequência.

O empresário Rodrigo Lemos tomou a decisão de sair de moto pra ajudar com amigos depois de o salão dele ter sido tomado pela lama.

“Eu tenho uma casa de festa e ele tem uma oficina e a gente resolveu sair e ajudar quem tá trabalhando né, que às vezes fica esquecido e que é uma batalha, tá sendo bem difícil. Temos café, salgadinho e lanche pra dar energia pro pessoal”, disse ele à CNN.

No Morro da Oficina, um dos lugares mais atingidos pela lama, o grupo de motoboys oferecia as ‘quentinhas’ para além das 22h desta quarta-feira (16). Por lá. eles conseguiram atender os voluntários que vieram de outras cidades e se empenhavam em tentar achar vítimas da tragédia.

Sala de mantimentos na igreja / Pedro Duran

Henrique Antunes, vice-presidente da Igreja Batista de Petrópolis, conta que foram eles os responsáveis por lotar uma sala de reuniões que foi transformada em dispensa, apenas com doações. Boa parte do material como detergente, água, mantimentos, escovas e pasta de dente foi levada pelo grupo. O movimento foi espontâneo.

“Do nada um grupo muito grande, aproximadamente 20, talvez 30 motoboys da cidade, vendo o apelo na rede social, começou a chegar na igreja e mais da metade do que nós temos aqui hoje pra ajudar as pessoas foram mantimentos trazidos por esse grupo de motoboys. Nós não sabemos quem eles são e nunca estiveram na igreja, mas que foram realmente como anjos”, disse ele.

Mais Recentes da CNN