Prefeitura de São Paulo vai definir até 10 de janeiro se haverá Carnaval

Nesta sexta (31), a Prefeitura publicou lista de blocos de Carnaval aprovados para 2022 – mas pandemia pode causar mudanças

Cortejo do bloco Ritaleena, no pré-carnaval de Sao Paulo, realizado na rua dos Pinheiros, em 2020
Cortejo do bloco Ritaleena, no pré-carnaval de Sao Paulo, realizado na rua dos Pinheiros, em 2020 Julia Chequer/Divulgação

Bianca CamargoGiovanna Galvanida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A Prefeitura de São Paulo vai definir pela realização ou cancelamento do Carnaval até o dia 10 de janeiro.

Segundo informou à CNN o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, esse é o prazo para os gestores receberem o posicionamento da vigilância sanitária sobre a festa.

Nesta sexta-feira (31), a Prefeitura publicou no Diário Oficial da Cidade a lista de 696 blocos de rua autorizados a desfilarem em 2022, com condicionantes para a situação da pandemia de Covid-19, “considerando que a autorização definitiva para a realização do Carnaval de Rua […] está condicionada à liberação pela Coordenadoria De Vigilância Em Saúde”, diz o texto.

A portaria ainda estabelece que eventuais cancelamentos devem ser informados até o dia 21 de janeiro à Prefeitura. Pela previsão dada por Aparecido, até lá, já haverá uma definição da continuidade ou não dos preparativos.

Alguns blocos já divulgaram que o retorno às ruas não será feito em 2022. O avanço da variante e o crescimento nos casos da Influenza também resultou no cancelamento de 24 blocos de rua que participariam do Carnaval de São Paulo no próximo ano. A primeira lista tinha sido divulgada em 27 de novembro.

A parcimônia em cravar a realização ou o cancelamento do Carnaval não é só de São Paulo, e nem só da capital. Também não há definição da festa no Rio de Janeiro, estado com grande tradição na festa.

Em outros locais, a somatória de casos da variante Ômicron com o avanço da Influenza já fizeram com que os governantes afastassem a ideia da celebração. É o caso da Bahia: pelas redes sociais, o governador Rui Costa (PT) declarou que “ficou impossível fazer o Carnaval” de 2022.

Mais Recentes da CNN