Com registro normalizado, Brasil tem 36.473 novos casos de Covid-19 em 24 h

Os registros foram normalizados após a exclusão, na terça-feira (21), de mais de 12 mil casos que haviam sido contabilizados de forma duplicada pela Secretaria Estadual de Saúde do Ceará

Vacinação contra a Covid-19 em Porto Alegre (RS)
Vacinação contra a Covid-19 em Porto Alegre (RS) Cristine Rochol/PMPA

Lucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil registrou 876 mortes e 36.473 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Os registros foram normalizados após a exclusão, na terça-feira (21), de mais de 12 mil casos que haviam sido contabilizados de forma duplicada pela Secretaria Estadual de Saúde do Ceará. As médias móveis de casos e de óbitos, ficaram em 35.565 e 531, respectivamente, nesta quarta-feira (22).

Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com a atualização, o país soma um total de 592.316 óbitos e 21.283.657 infecções pela Covid-19 registrados desde o início da pandemia, em março de 2020.

Vacinação de adolescentes

Menos de uma semana depois de recomendar a estados e municípios que suspendam a vacinação em adolescentes, fontes do Ministério da Saúde e da Anvisa informam que o governo federal irá recuar e voltar a orientar que a vacinação seja feita. Leia mais.

SP antecipa segunda dose da Pfizer

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou, nesta quarta-feira, que o estado irá antecipar a aplicação da 2ª dose da vacina da Pfizer de 12 para 8 semanas. Leia mais.

América do Sul tem redução de casos e mortes

A América do Sul passou a registrar uma “redução consistente”, desde julho, no número de casos e mortes por Covid-19, de acordo com o vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Jarbas Barbosa. Leia mais.

Quarentena da comitiva presidencial

Cerca de 50 pessoas que fizeram parte da comitiva presidencial em Nova York cumprirão quarentena após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ter testado positivo para a Covid-19, conforme informou a CNN em primeira mão nesta terça-feira. Leia mais.

Passaporte sanitário

Rechaçado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em discurso na Assembleia-Geral da ONU nesta terça-feira (21), o “passaporte sanitário” veio sendo defendido por integrantes do governo como os ministros do Turismo, Gilson Machado, e da Saúde, Marcelo Queiroga, de acordo com registros públicos dos auxiliares do presidente. Leia mais.

Doação de vacinas

Os Estados Unidos devem aumentar significativamente a quantidade de doses de vacinas contra Covid-19 que serão enviadas para países estrangeiros a partir de 2022 em um esforço para acabar com a pandemia em todo o mundo, anunciou a Casa Branca nesta quarta-feira. Leia mais.

Mais Recentes da CNN