Estas foram as palavras mais buscadas nos EUA após o debate entre Trump e Biden

Termos como 'logorreia', 'shush', 'xenofobia' e 'moderador' tiveram salto nas buscas no site do dicionário Merriam-Webster

Christina Maxouris, da CNN
30 de setembro de 2020 às 11:17 | Atualizado 30 de setembro de 2020 às 12:53
Donald Trump e Joe Biden durante debate em Cleveland
Foto: Morry Gash - 29.set.2020/ Reuters

Existem poucas palavras que podem descrever o debate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden, na noite de terça-feira (29). Mas há muitas que ajudaram a captar os assuntos das conversas entre os norte-americanos nas horas seguintes.

De acordo com o dicionário Merriam-Webster, termos como supremacia branca, antifa, fascismo e racismo foram tendência em suas buscas após o debate.

Estes são os outros termos que os norte-americanos mais procuraram depois que Trump e Biden subiram ao palco, em Cleveland.

Logorreia

De acordo com o dicionário, logorreia é definido como "loquacidade excessiva e muitas vezes incoerente ou verbosidade". As pesquisas na noite de terça-feira aumentaram 56.000%, disse o Merriam-Webster.

O presidente Trump foi criticado por suas repetidas interrupções ao longo da noite que, em determinado momento, fizeram Biden reclamar: "Cala a boca, cara".

O termo saltou para o topo das pesquisas do site depois que Rachel Maddow, da MSNBC, o usou após o debate, disse o dicionário.

Assista e leia também:
Biden venceu 1º debate contra Trump para 60%, diz pesquisa
Eleições nos EUA: melhores e piores momentos do 1º debate entre Trump e Biden
Biden diz que ‘florestas desmoronam’ e ameaça Brasil com consequência econômica

Shush

Em outra tentativa de impedir as interrupções de Trump, Biden questionou: "Será que ele vai ficar quieto (shush, no original, em inglês) por um minuto?"

Essa palavra teve muitas pesquisas após essa pergunta do democrata. As buscas aumentaram 28.900% na terça à noite, de acordo com o Merriam-Webster.

Sua definição? "Exortar a ficar quieto, silenciar", de acordo com o dicionário.

Xenofobia

Xenofobia “é o medo e o ódio de estranhos ou estrangeiros ou de qualquer coisa que seja estranha ou estrangeira”, diz o dicionário. Pesquisas pela palavra aumentaram durante o debate, de acordo com o dicionário.

No encontro, Trump afirmou que Biden o chamou de xenófobo pelas restrições de viagens que seu governo impôs no início da pandemia a estrangeiros que haviam estado na China.

"Eu fechei [as fronteiras] e você disse: 'Ele é xenófobo. Ele é racista e xenófobo', porque você não achou que eu deveria ter fechado nosso país", disse Trump.

Assista e leia também:

Com momentos hostis, Trump e Biden repetem ataques em 1º debate; veja íntegra
Salles ironiza proposta de Biden após ameaça de sanção em debate nos EUA
Debate foi marcado por bate-boca reputacional, diz professora

Não está claro se Biden sabia sobre das restrições de acesso aos EUA no final de janeiro, quando disse que Trump tinha um histórico de "xenofobia histérica" e "fomento do medo".

Moderador

Outro termo que viu as buscas aumentarem foi “moderador”. As buscas pela palavra saltaram 3.500% “por razões que devem permanecer apenas entre os que procuraram e seu dicionário”.

O moderador do debate de terça-feira, Chris Wallace, da Fox News, tentou em vários momentos intervir e acabar com as discussões, bem como reafirmar as regras e administrar o tempo dado a cada orador.

Esse termo tem várias definições: "pode ser 'aquele que preside uma assembleia, reunião ou discussão' (como o presidente de um grupo de discussão ou o presidente de uma assembleia municipal), ou 'aquele que arbitra; um mediador' (este é o sentido que é relevante para o debate norte-americano, já que também pode ser 'uma substância (como o grafite) usada para desacelerar nêutrons em um reator nuclear') ", disse o dicionário.

(Texto traduzido; leia o original em inglês)