Saída de Emergência, novo e descontraído bar de vinhos na rua dos Pinheiros

Segundo andar do restaurante Incêndio passa por reforma e vira descolado bar de vinhos, com mais de 120 rótulos

Saída de Emergência, novo bar de vinhos descontraído na Rua dos Pinheiros
Saída de Emergência, novo bar de vinhos descontraído na Rua dos Pinheiros Neuton Araújo

Tina Binido Viagem & Gastronomia São Paulo, SP

Amantes de carne já estão acostumados a ouvir o nome Guilherme Mora, o restauranter à frente do Cór, Osso e Incêndio, três casas de sucesso em São Paulo que têm a proteína como protagonista. E basta um papo rápido com Gui, como é chamado pelos amigos, para perceber uma grande paixão do jovem empreendedor: os vinhos.

Dono de uma adega pessoal de dar inveja a muito sommelier e restaurante estrelado, Guilherme resolveu transformar o hobby em negócio. E no segundo andar do descontraído Incêndio, na gastronômica rua dos Pinheiros, acaba de inaugurar o Saída de Emergência, um bar de vinhos sem amarras, com cardápio vasto de opções em taças e com escolhas a dedo de mais de 120 rótulos, vindos de 11 países diferentes.

Com valores atrativos, com taças a partir de R$ 20 ou garrafa a partir de R$ 80, Guilherme diz: “A ideia é que seja um lugar democrático, onde tanto quem quer tomar uma tacinha com um preço acessível quanto quem gosta de vinhos clássicos, raros e naturais, seja bem-vindo”. Há ainda alguns rótulos especiais fora da carta.

O serviço de taças pode ser feito de duas maneiras. A primeira é mais clássica, com 140 ml de vinho servidos em um pequeno decanter – volume que pode ser divido em duas taças de degustação. Já a segunda, é mais incomum: a garrafa compartilhada, carinhosamente apelidada de “lousinha do vinho”, para o caso de rótulos mais especiais e raros e que, por isso, não estão disponíveis em taça. “Se o cliente gostar de um vinho, mas não quiser comprá-lo, o colocamos como opção de compartilhamento, isto é, o bar inteiro é avisado por uma sirene que tem uma garrafa disponível. Caso mais quatro pessoas se interessem, a garrafa é aberta e o vinho é dividido em cinco taças, para as cinco pessoas, com o preço da carta dividido igualmente”, explica Guilherme.

Guilherme Mora, jovem restauranter está à frente das casas Cór, Osso, Incêndio e, agora, do bar de vinhos Saída de Emergência
Guilherme Mora, jovem restauranter está à frente das casas Cór, Osso, Incêndio e, agora, do bar de vinhos Saída de Emergência / Tina Bini

Apesar de ter sido elaborado como coadjuvante, o cardápio de comidinhas tem opções saborosas e que casam perfeitamente com a ideia casual da casa. Vinagrete de polvo (R$ 75), pasteizinhos (R$ 35 com seis unidades), tábuas de charcutaria (R$ 80), pizza de margherita individual feita na grelha (R$ 35) e hambúrguer com fritas (R$ 45) este último dando um desconto de R$ 10 na compra de qualquer taça de vinho da Borgonha fazem bonito, mas é claro que ainda tem um bife de chorizo com farofa (R$ 85), afinal, estamos no segundo andar de uma casa de carnes!

O local, uma extensão do restaurante Incêndio, passou por algumas mudanças estruturais e agora tem vinhos em nichos nas paredes, além de murais feitos pela artista Rosana Grimaldi, com os tons amarelo, rosê, roxo e vermelho, que remetem às cores do vinho.

Além disso, o novo ambiente ainda ganhará duas salas de degustação com capacidade para 15 pessoas cada, para quem quiser fazer eventos.

Saída de Emergência: R. dos Pinheiros 808, Pinheiros, São Paulo/ Funcionamento: quarta a sábado, das 17h às 0h / Tel.: (11) 3062-4209.