Guia Brasília: tudo o que você precisa saber para um roteiro perfeito pela capital

Além da importância política, a capital federal se destaca pelos passeios arquitetônicos e culturais e por suas hospedagens únicas em meio a obras de arte

Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia Brasília, DF

Nascida em 21 de abril de 1960, Brasília já era uma cidade adulta quando a visitei pela primeira vez em uma excursão com a escola. Com pai e irmã arquitetos, cresci em meio às histórias e todo o entusiasmo que se tem ao falarmos de arquitetura, mas principalmente de Oscar Niemeyer.

Afinal, foi ele o responsável por erguer a cidade planejada do zero, no meio do cerrado, junto do projeto arquitetônico de Lúcio Costa. Até hoje os pilotis, os vãos livres, as superquadras e a leveza dos projetos espalhados pela nossa capital federal me causam encanto.

Claro que Brasília é, desde sempre, palco da política nacional, sendo cartão-postal diário do noticiário, mas, com o tempo, a capital passou a ser terreno fértil também para um agito cultural e social. O rock da cidade engatinhou até conquistar todo o país e, mais recentemente, a gastronomia tem despontado com a chegada de grandes grupos e chefs.

Assim, não é à toa que Brasília merece uma edição especial do CNN Viagem & Gastronomia. Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a capital apresenta uma riqueza arquitetônica inigualável, mas também de personagens, passeios culturais, gastronômica e até maravilhas ecológicas.

Repleta de história e de pontos imperdíveis, deixo abaixo links que formam um Guia de Brasília para te inspirar e te nortear em uma viagem à capital. São dicas do que fazer, onde ficar, onde comer em Brasília e outras notícias e curiosidades que resumem o melhor da cidade. Boa viagem!

O que fazer em Brasília:

Onde se hospedar em Brasília:

Onde comer em Brasília:

Viagens bate e volta a partir de Brasília:

História de Brasília:

Dicas úteis para sua viagem à Brasília

Daniela Filomeno na varanda do Palácio do Itamaraty com vista para o Congresso Nacional
Daniela Filomeno no Palácio do Itamaraty, vizinho ao Congresso Nacional / CNN Viagem & Gastronomia

Como chegar em Brasília?

É possível chegar a Brasília por meio de avião, ônibus e carro. O Aeroporto Internacional de Brasília é o único do país que possui conexão a todas as capitais brasileiras. No total, são 38 destinos nacionais e outros seis destinos internacionais em operação.

Já a principal rodoviária que se liga a outros estados é o Terminal Rodoviário Interestadual de Brasília. As principais viações do país operam no terminal, com rotas para diversas capitais e cidades do interior. Várias das principais rodovias que cortam o país também passam pela capital federal. Consulte mais detalhes nesta matéria.

Como se locomover em Brasília?

A melhor opção para se locomover em Brasília é por meio de carro, seja alugado, táxi ou por aplicativos de corrida. Para curtas distâncias em um polo cultural ou de lojas, andar não é um problema, a exemplo também das superquadras, mas para viagens entre outros pontos o indicado é usar veículos.

A cidade também é equipada com linhas de ônibus e metrô. A Rodoviária do Plano Piloto é um núcleo de ônibus para boa parte do Distrito Federal e arredores.

Já o metrô tem 27 estações em funcionamento, com duas linhas (verde e laranja) e liga a região administrativa de Brasília às de Ceilândia e Samambaia, passando pela Asa Sul, Setor Policial Sul, Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), Guará, Park Way, Águas Claras e Taguatinga.

Qual a melhor época para ir para Brasília?

Brasília pode ser visitada o ano inteiro, mas tenha em mente dois períodos bem marcados, o da seca e o das chuvas. Maio marca o período da estiagem, que segue até aproximadamente setembro, com picos em agosto e setembro.

Já o período com mais chuvas vai de aproximadamente novembro a março, época a ser evitada caso não queira imprevistos ao ar livre.

Quantos dias ficar em Brasília?

A quantidade de dias depende, é claro, do seu roteiro. Porém, é possível conhecer os principais pontos da capital em dois dias, se quiser aproveitar um dos feriados prolongados, vale ficar três ou quatro dias para conhecer outros pontos gastronômicos e até locais nos arredores da cidade.